.imprudência de quem?

quarta-feira, 22 de abril de 2009


.
.eis que hoje no início da tarde estava eu, tranquila, trabalhando no computador quando, de repente, ouvi um estrondo muito forte na rua e uma freiada. levantei rápido da cadeira, e fui pra janela [por que será que todo ser humano é curioso?]. achei que era uma batida de carro, mas não... foi um atropelamento.
.
uma mulher caída em desespero, e uma criança, possivelmente filha dela, aos berros caída do lado. nem meio minuto do ocorrido e a rua já estava trancada, juntando uma quantidade enorme de curiosos. alguém pegou a criança no colo [na hora eu pensei: "nãããooooo!" - porque se ela estivesse com alguma fratura ou hemorragia, poderia piorar ainda mais a situação. até onde sei, o correto é não mexer na pessoa...]. mas tudo bem, a criança não se machucou, mas a mulher continuava caída. foi um taxista que atropelou as duas. só vi o cara colocando as duas mãos na cabeça depois de ligar pra samu [que chegou rapidinho, imobilizou a mulher e levou ela e a criança].
.
aí eu me pergunto: de quem será que foi a culpa? do motorista? ou da mulher que de repente estava atravessando errado [e consequentemente ensinando errado a criança...]? são tantos acidentes que acontecem todos os dias... e ambas partes têm sua culpa. às vezes o motorista está correto, mas vem um "maluco" e se joga na frente... às vezes o pedestre está correto, atravessando na faixa, obedecendo a sinalização e aparece um motorista sem noção e "pega" em cheio.
.
falta conscientização, falta levar as coisas a sério. trânsito não é brincadeira. um segundo de distração já basta para um acidente ocorrer.
.
na época que eu fazia estágio num hospital em porto alegre, vi um rapaz que tinha sofrido acidente de moto. estava no cti, em estado vegetativo, com metade do crânio afundado. era triste de ver. sempre me lembro disso... e acho que seria bom as pessoas verem essas coisas para - de repente, quem sabe, talvez - criarem consciência, para se cuidarem mais no trânsito. nosso corpo é muito frágil, um acidente desses pode acabar com uma vida muito facilmente.
ainda bem que esse que eu presenciei hoje não foi tão grave...
.
[alguém aí já se envolveu em acidente de trânsito? e como foi? - se sim, espero que nada grave demais!]
.
bjos a todos!
[sorry pelo assunto talvez um pouco pesado, eu tinha pensado em outra coisa... mas quis aproveitar a ocasião.]
.

9 comentários:

conversaatrevida disse...

Graças a Deus só levei 'sustos' no transito e tanto por causa de motorista imprudente quanto por andar distraída na rua.

Verdade seja dita: Se muita gente entra num carro e sai por aí se achando dono da rua, muitos pedestres andam pelas ruas como a desafiar bicicletas, motos, carros.

É um tal de motorista avançar sinal fechado, dirigir bêbado (apesar da 'lei seca') de se distrair no celular enquanto dirige, estacionar na faixa de pedestres...
Bastaria que obedecessem as leis de transito para que a maioria dos acidentes e atropelamentos fossem evitados, mas infelizmente muitos acham que dirigir é só saber guiar um carro.

E tem também o outro lado:
É um tal de pedestre andar pela rua ao invés da calçada, de atravessar fora da faixa, de atravessar a rua como se estivesse andando dentro de casa...

Enfim, falta respeito dos dois lados.

Abraço
Atrê

Atreyu disse...

Uma vez eu fui atropelado por uma bicicleta parada!!! A imprudência foi toda minha que não olhei pra frente... como isso aconteceu poderia ser algo bem pior! Imprudência é triste!!!

Bela disse...

Eu já atropelei uma moto tentando atravessar uma rua, que era mão de mão dupla, achando que era mão única e olhando só para um lado.
O assunto até pode ser um pouco pesado, mas é mto relevante, parabéns Ana.
Bjos.

Xana disse...

Eu já fui quase atropelada um monte de vezes, bicicleta, moto, carros, e um caminhão que parou pertinho e apenas machucou minha perna quando me derrubou.
Eu sou muito distraida e sempre me senti meio que um alvo, já que sempre sofri muitos acidentes, tipo, prender o pé num hidrante subterrâneo na frente do ônibus da escola, até cair em um bueiro, afogamento, cair de 3 andares de escada rolando sem parar,cair de uma picape de cabeça num meio fio, entre outras coisas...
Meio que tudo aconteçe comigo!!hauhaua
Graças a Deus nunca me machuco muito sempre arranhão, tipo esse do caminhão.
bju!!

...vdj... disse...

Não tive e nem quero passar por experiências do tipo.

[]'s
.
.
.

Mila disse...

Oi Ana,
Não, nunca sofri nenhum acidente.
Mas quando era mais nova e andava bastante de bicicleta, quase fui atropelada algumas vezes sim. E a culpa era sempre minha, que não tinha, nem tenho costume de olhar para trás na hora de atravessar a rua, costumo sempre ouvir o som de carros.
Mas sei q o certo é sempre estar atendo, tive sorte. Mas uma hora a sorte acaba, então é bom sempre estar atenta mesmo!
Beijusss

.ana disse...

xana, creeeeeeeeedo!!!!
cada história, hein?....
tu tens sorte de estar viva! hehehhehe;)

:***

Daniel Savio disse...

Graça a Deus, sempre escapei (por pouco) de acidentes, mas devo confessar que em todos eles foram a minha inresponsabilidade com pedestre (quem não mandou olhar a rua)...

Fiquem com Deus, menina Ana e galera.
Um abraço.

Ana Luisa disse...

fui uma vez por uma bicicleta, mas ela tava errada... tudo bem que tb não olhei na hora de atravessar.. mas ela tava total contra mão , e na hora de atravessar a rua tava prestando atenção no fluxo do carro que vinha pela minha direita. Só me deu um roxo na perna. e sujou meu tenis com o pneu --'

sabe.. agora que comecei a dirigir, mesmo que, ja faz 6 meses.. morro de medo de pegar alguem de bicicleta . elas sempre parecem que vem em cima de vc OO


beiiijos!